quarta-feira, 6 de abril de 2011

Árvores & Aranhas

Se observarmos ao nosso redor, poderemos constatar diversas situações que nos revelam a fantástica capacidade de adaptação dos seres vivos às dificuldades impostas pelo ambiente.



Depois das enchentes que atingiram algumas áreas do Paquistão em 2010, as aranhas das regiões afetadas encontraram uma forma inusitada de se protegerem da situação hostil - se “mudaram” para as árvores criando gigantescos novelos com suas teias; isso por causa da alta das águas, que em alguns locais chegou a durar seis meses, obrigando milhares de artrópodes a procurar lugares altos como abrigo. Com a demora na diminuição do nível das águas, as copas das árvores quase desapareceram sob as teias de aranha.



Segundo relatos feitos ao Departamento para o Desenvolvimento Internacional do governo britânico (colhidos na ocasião em que as fotos foram tiradas), a população desta parte da província de Sindh nunca havia visto nada parecido antes. Apesar de estar vagarosamente matando as árvores, o fenômento está ajudando a população. De acordo com os moradores de Sindh, com a quantidade de água parada, há menos mosquistos do que o esperado.

Acredita-se que os mosquitos tenham ficado presos nas teias, reduzindo o risco de malária, algo positivo para a população local, que enfrentou muitas dificuldades após as enchentes. Segundo a ONU, esta foi a pior enchente já registrada no mundo e afetou 20 milhões de pessoas.


(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)(*)

2 comentários:

Clarrissa Golden disse...

Impressionante!

Vanda disse...

A Natureza s supera sempre.

Deixe seu comentário no blog da Adriana Cirqueira

Ocorreu um erro neste gadget